quinta-feira, 14 de julho de 2011

nesses olhos

Me perdi nos teus olhos cor de mato,
labirinto fechado feito de jade,
procuro a saida mas não acho,
armadilha fatal de grande intensidade.

Nesse seus olhos verdes,
vejo o brilho dos mares
dos rios, de serras e vales,

Olhos que brilham mais que a lua,
olhos que mostram meu caminho,
nesses olhos é onde vejo o meu destino.