quarta-feira, 21 de setembro de 2011

O choro das nuvens

Você foi a paixão verdadeira,
a alegria de uma gostosa brincadeira,
que me fez sentir uma pura felicidade,
o gosto da vida de uma sincera realidade.

Pena que tudo se perdeu,
você foi embora, acho que me esqueceu,
não ligou, não deu notícias, apenas sumiu,
onde você se escondeu que meu coração não viu?

Tarde cinzenta,
minha alma lamenta,
de ver o choro das nuvens... desse céu tão escuro.