terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Amor que me mata

Estou cansado de olhar pra cama vazia,
estou precisando de um corpo,
nem ligo se vai ser apenas mais um jogo,
eu quero nem por um momento me livrar dessa nostalgia.

Ontem me peguei me lembrando de você,
as vezes me sinto triste, fraco,
e quando vejo no chão se quebra mais um frasco.
estou me acabando pouco a pouco sem você saber.

Não existe lugar pra onde ir,
pois todos me lembram de nos dois,
assim tento não te lembrar não me ferir,

Nesses dias de amargura que parecem não terem fim.