quinta-feira, 28 de junho de 2012

A flor Julia




Certo dia, um casal de noivos se preparavam
para o dia mais especial de suas vidas,
o casal havia muito tempo esperado para
que esse dia chegasse; O dia do casamento.
Julia e Marcos pensavam em tudo,
convites, a cerimônia, a festa enfim tudo.
Eles por onde passavam deixam o amor no ar,
todos percebiam que eram felizes, e o amor
estava com eles. Marcos era um noivo exemplar,
Julia a mulher perfeita, linda e sempre muito humilde,
sempre tratava bem as pessoas por onde passava.
Eles se conheceram em uma viajem de turismo,
na cidade de Florianópolis  Santa Catarina, foi
amor a primeira vista sem dúvidas, Marcos naquele
momento em que viu Julia sabia que sua vida não seria a mesma e Julia percebeu que Marcos era o que ela sempre procurava.

Um mês antes do casamento Julia passou mal e foi ao
médico fazer alguns exames, Marcos ansioso escolhia o lugar da festa e finalizava os preparativos. Julia só teria o resultado da sua consulta três meses depois e nem se importou também estava ansiosa pelo dia do casamento. Depois de alguns meses finalmente eles se casaram era notável a felicidade dos dois apaixonados,
a alegria era vista a distância, passaram a lua de mel em Salvador Bahia, aproveitaram cada segundo daquele intenso momento. Depois de um bom período casados, Julia e Marcos tiveram um filho, chamado Gabriel, Gabriel tinha um ano e meio, era a mais nova felicidade do casal. De repente Julia teve um desmaio e Marcos a levou para o hospital, Sem saber do que se tratava, Marcos estava tranquilo pensou que era apenas algo comum que tinha acontecido com Julia sua esposa. O Médico da família Dr. Gaspar veio à recepção dar a noticia do estado de Julia, ele relembrou que ela tinha feito uma consulta antes e que tinha enviado o exame para a casa antiga do casal, o Dr. disse que ela tinha uma doença grave,
um câncer no pulmão, e que estava num grau muito avançado desde a primeira consulta e que as atuais condições estavam bem piores.

O mundo de Marcos começava a ruir naquele exato momento,
sua alegria intensa dava lugar para um incerteza, ele não acreditava no que Dr. Gaspar tinha lhe falado, tudo parecia mentira aos seus ouvidos, quando ao fim da noite ele teve a noticia da morte de Julia, neste momento Marcos se apagou interiormente, seus olhos ficaram parados, a vida sem sua doce amada já não tinha razão, a felicidade tinha feito as malas e parecia nunca mais voltar, Marcos saiu pela cidade sem rumo.
Triste o seu mundo havia caído, Marcos nem se quer foi ao enterro de Julia, culpava Deus de ter tirado sua amada, e se entregou para a bebida e para as drogas, Marcos estava completamente revoltado com a morte de Julia. Marcos não entendia a morte de sua esposa, bêbado drogado tinha se esquecido até de seu filho Gabriel, Marcos estava jogado ao léu, praticamente sua vida tinha perdido totalmente a esperança, estava desanimado e triste, viva perguntando para Deus o motivo da perda da sua esposa. Certo dia Marcos com sua cachaça na mão escutou um pedido de socorro vindo de uma
pobre criança, Marcos cambaleando ajudou a criança que estava sem uma das muletas, pois havia caído no chão e ela não tinha como pegar sozinha. Marcos depois de ajudar a criança ficou matutando por qual motivo estava ali, Marcos começou a pensar que sem ele o futuro da criança estaria prejudicado, se ele não estivesse ali para ajudá-la com a muleta, Marcos começou a refletir sobre as coisas que estavam acontecendo em sua vida naquele momento.

Foi então que ele notou determinadas coisas da vida, como exemplo as flores, que nascem, dão cores e dão beleza a vida e depois murcham e morrem, Marcos notou que não importava o tempo que durasse a vida, o que realmente importava era o que se tinha convivido, como a vida de uma flor que tinha imaginado. Nesse momento marcos se arrependeu das ofensas que tinha feito para Deus, entendeu o motivo da perda de sua esposa e concluiu ainda que tinha sido sortudo de viver tal felicidade do lado dela, e que se pudesse escolher, escolheria viver tudo de novo com Julia seu grande amor, Marcos lavou o rosto na fonte, passou em casa tomou um banho depois pegou seu filho com sua tia, prometeu dar o mesmo amor que tinha por Julia para Gabriel seu filho. Depois de muito tempo hoje Marcos é um avô feliz por ter
vivido tamanha felicidade com seu eterno amor... A flor Julia.