terça-feira, 26 de junho de 2012

Quem sabe um dia


Tenho tanta saudade no peito,
mas não consigo tirar e assim vou sofrendo,
queria arrancar esse amor de qualquer jeito,
esquecer essa loucura mas não estou conseguindo.

Ando perdido, transando momentos de amores,
meu coração se perdeu num passado,
enlouqueceu com um fracasso,
que cravou em mim mais que delírio de amor.

Não sei aonde foi parar meu coração,
se quebrou e se espalhou na escuridão,
estou vazio e sem sentimentos,
só com lembranças de alguns pobres momentos.

Quem sabe um dia...
alguém ache meus pedaços por ai
e me faça viver uma nova alegria.