segunda-feira, 30 de julho de 2012

Timida paixão


Tenho medo de me declarar,
de escutar um não seu,
mas estou prestes a estourar,
estou no meu limite no meu apogeu,

A paixão grita dentro de mim...

Perco a voz ao te ver,
dá frio na barriga,
procuro um lugar pra me esconder,
pra fugir dos seus olhos que fazem sempre eu virar uma isca.

A emoção grita dentro de mim...

Não quero ser apenas mais um amigo,
mas não tenho coragem pra ser mais que isso,
mas que droga de vergonha!
meu coração no peito não bate, só apanha.

A razão grita seu nome... e revela minha tímida paixão.