sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Meu amor e minha dor


Todas as vezes que eu vejo a chuva,
eu me lembro da sua tristeza,
não nego minha culpa,
e sei que fui responsável pela sua dor de cabeça.

As gotas escorrem pela janela,
me fazendo lembrar do jeito doce dela,
as gotas escorrem pelo meu rosto,
me fazendo provar esse amargo desgosto.

Não me ache cara de pau,
mas preciso te falar que ainda te amo,
sem você na minha vida tudo é engano,
preciso de você, me perdoe, pois você ainda é meu amor.