quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

A ladra do meu coração


Um dia você entrou na minha vida,
na sua chegada trouxe também alegria,
com uma voz mansa disse que gostava de mim,
e assim me cedi a você.

Seu sorriso me conquistou,
teu jeito de ser me enfeitiçou,
seus carinhos me fez ser feliz,
teus beijos, foram meus intensos desejos.

Mas numa manhã,
perdi minha esperança,
um bilhete apenas dizia,
que nunca mais voltaria.

Como uma farsante...
você me enganou,
me magoou.

Como uma usurpadora,
tirou de mim o que queria,
sarou teu coração no meu amor.

Como uma ladra,
levou um pedaço de mim,
deixou apenas um pouco de vida.

Uma farsante...
usurpadora...
foi a mulher que roubou... meu coração.