quinta-feira, 10 de julho de 2014

Cúmplices


Você me acusa com palavras duras,
aponta meus erros com tanta naturalidade,
diz o que tem vontade dizer,
pensa e age como bem quer.

Reclama da minha ausência,
critica, não gosta do jeito que sou,
diz diretamente que sou o responsável,
e se um dia tudo acabar serei o culpado.

Não tiro sua razão,
mas descordo da sua emoção,
quando perguntou o que havia de errado?
quando se pôs no meu lugar?
quando notou a sua ausência também?

Se o nosso amor acabar,
se a nossa paixão se apagar,
será culpa de nós dois,
culpa de largar tudo sempre pra depois.

Você me faz falta muito antes da minha ausência te incomodar!
Você me deixa sozinho antes da solidão te ferir!
Então não me critique! Então não me acuse,
Me ama, me entenda!

Não me faça virar bandido,
quando na verdade somos cúmplices de um amor ferido!