quarta-feira, 1 de abril de 2015

Me conte tudo


Como você pode dizer que não me ama?
Como pode afirmar que nosso amor se acabou?
Se ainda vejo no seu olhar aquele brilho,
aquele desejo que um dia nos uniu!

Diga o que está te perturbando,
diga onde estou errando,
onde deixei de acertar onde estou te magoando,
por favor diga, seja sincera!

Rasgue o verbo,
me conte tudo,
não faça da minha agonia um jogo,
um jogo que só você conhece as regras!